Milhares de russos protestam contra bloqueio do Telegram

MOSCOU, 30 ABR (ANSA) - Milhares de pessoas se reuniram em uma avenida de Moscou para protestar contra o bloqueio do aplicativo de mensagens Telegram na Rússia, nesta segunda-feira (30).   

Os atos foram organizados pelo Partido Libertário russo e, de acordo com a "Radio Liberty", contaram com a presença de 5 mil pessoas. Entretanto, segundo a ONG "Contador Branco", havia cerca de 10 mil manifestantes na avenida Sakharov.   

Entre os presentes estava Alexei Navalny, um dos principais opositores do governo de Vladimir Putin. Os slogans escolhidos pelos manifestantes foram "Putin ladrão" e "Internet livre".   

"É necessário lutar para conseguir internet livre", declarou Navalny. Ele também convocou os participantes a retornarem ao local no próximo sábado (5), em um ato contra o novo mandato presidencial de Putin, reeleito em 18 de março.   

Durante a manifestação, centenas de aviões de papel azuis, pretos e brancos - símbolo do Telegram - foram lançados no ar. O aplicativo foi desativado pelo governo após negar a liberação de dados de seus usuários para as autoridades. Além disso, a rede social não respeitou a decisão e tentou furar a restrição.   

Como resposta, a Rússia bloqueou milhões de endereços IP utilizados para "driblar" a interrupção do Telegram - sendo que milhares deles estão vinculados a serviços de armazenamento em "nuvem" da Amazon e do Google. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos