PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Confeitaria alemã é acusada de racismo contra Meghan Markle

23/05/2018 11h41

SÃO PAULO, 23 MAI (ANSA) - Uma confeitaria alemã foi acusada de racismo após ter postado uma foto em suas redes sociais de um marshmallow de chocolate ao leite "vestido de noiva", no dia do casamento entre o príncipe Harry e a atriz Meghan Markle, no último sábado (19).   

A imagem publicada pela confeitaria Super Dickmann's mostra um marshmallow de chocolate usando uma tiara e segurando um buquê de flores dentro de uma igreja. A legenda diz: "O que você está olhando? Você também não gostaria de ser Meghan hoje?".   

Em pouco tempo, a imagem recebeu diversas críticas de usuários do Facebook e do Twitter, que se indignaram com a campanha da empresa e acusaram-na de "racista".   

"Campanha patética, resposta patética. Espero que haja consequências financeiras para você", escreveu um usuário do Facebok.   

Após a repercussão da gafe, a confeitaria excluiu a publicação das redes sociais e divulgou um pedido de desculpas.   

"Um grande perdão! O mundo do Super Dickmann's é colorido e diversificado, e longe de pensamentos racistas", escreveu a empresa.   

Meghan Markle, de 36 anos, cuja mãe, Doria Ragland, é afroamericana, vem sendo alvo de racismo desde o começo de sua relação com o príncipe Harry.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional