Acusado de abusos, Harvey Weinstein se entrega à polícia

NOVA YORK, 25 MAI (ANSA) - O produtor cinematográfico Harvey Weinstein, acusado por dezenas mulheres de crimes sexuais, entregou-se à polícia de Nova York, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira (25), informou a emissora "NBC News".   


Apesar de estar sendo investigado por crimes sexuais em Los Angeles, Nova York e Londres, Weinstein irá enfrentar perante um júri as acusações de ter estuprado uma mulher e de ter forçado, em 2004, a atriz Lucia Evans a fazer sexo oral.   


As denúncias contra Weinstein começaram a ganhar destaque em novembro de 2017 e incentivaram mais de 70 outras mulheres, principalmente atrizes de Hollywood, a falarem de abusos que sofreram pelo produtor, entre elas estão Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Cara Delevingne.   


Weinstein, por sua vez, alega que as acusações são "falsas", porém, a atriz Rose McGowan, uma das que denunciaram o produtor, afirmou que "tudo é verdade".   


Após as acusações, a carreira do cineasta começou a ruir, sendo banido da Academia do Oscar e inclusive demitido da sua própria produtora, a "The Weinstein Company", que uma vez era reconhecida como uma das maiores de Hollywood.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos