Salvini critica presidente da Itália e pede eleições

ROMA, 27 MAI (ANSA) - O secretário da ultranacionalista Liga, Matteo Salvini, insinuou que o presidente Sergio Mattarella foi pressionado a vetar a indicação do professor antieuro Paolo Savona como ministro de Finanças. "Primeiro os italianos, seu direito ao trabalho, à segurança e à felicidade. Trabalhamos por semanas, dia e noite, para fazer nascer um governo que defendesse os interesses dos cidadãos italianos. Mas alguém (sob pressão de quem?) nos disse 'não'. Nunca mais seremos servos de ninguém, a Itália não é uma colônia", escreveu Salvini no Facebook, cobrando eleições imediatas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos