Igreja fecha 2ª maior indenização para vítimas de pedofilia

Em Roma

  • Alessandro Bianchi/Reuters

A Arquidiocese de St. Paul e Minneapolis, nos Estados Unidos, anunciou um acordo de US$ 210 milhões (cerca de R$ 780 milhões) com 450 vítimas de abusos sexuais por parte do clero. Essa será a segunda maior indenização já acertada pela Igreja Católica.   

Segundo o advogado das vítimas, Jeff Anderson, o dinheiro (exatos US$ 210.290.724) será depositado em um fundo para sobreviventes dos abusos, perpetrados contra menores de idade por diversos sacerdotes nas últimas décadas.   

"Reconheço que o abuso roubou tanto de vocês, de sua infância, inocência e segurança, e em muitos casos até sua fé", declarou o arcebispo Bernard Hebda. Os detalhes do acordo serão delineados quando ele for apresentado em tribunal, mas a maior parte do valor (cerca de US$ 170 milhões) virá de seguradoras.   

O restante será proveniente das paróquias e arquidioceses católicas dos EUA, de um fundo de pensão e da venda de imóveis.   

O maior desembolso do tipo foi feito em 2007, quando a Arquidiocese de Los Angeles pagou US$ 660 milhões para 608 vítimas. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos