PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Bruxelas se blinda para cúpula da OTAN e jogo da Bélgica

10/07/2018 14h22

BRUXELAS, 10 JUL (ANSA) - A cidade de Bruxelas colocou em vigor hoje (10) a maior operação de segurança programada para este ano, com 2,4 mil policiais e outros mil militares nas ruas para receber a cúpula de chefes de Estado da OTAN, que coincide com a disputa da Bélgica na semifinal da Copa do Mundo. Os belgas entram em campo nesta tarde contra a França, no mesmo dia em que começam a chegar líderes políticos de alto escalão, como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a Bruxelas.   

Ao menos 29 chefes de Estado e de Governo e delegações de 55 países estarão na cúpula.   

A reunião da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) ocorrerá entre quarta (11) e quinta-feira (12), em três pontos da cidade: na nova sede da entidade localizada perto do aeroporto de Bruxelas, no bairro da União Europeia e no Museu de Arte e História que fica no Parque do Cinquentenário - onde será oferecido o jantar de gala.   

Trump deve ser a figura mais importante da cúpula, pois o republicano já enviou uma carta aos países-membros da OTAN cobrando maior participação financeira e investimento em defesa.   

O documento gerou desconforto diplomático na entidade. "Os países da OTAN devem pagar mais, e os Estados Unidos devem pagar menos. É muito desleal", escreveu o mandatário em sua conta no Twitter antes de embarcar para a Bélgica.   

Questionado por jornalistas no aeroporto, Trump também disse que o encontro bilateral que terá com o adversário russo, Vladimir Putin, nos próximos dias "pode ser mais fácil" do que a cúpula da OTAN, na qual enfrentará a premier britânica, Theresa May, e a chanceler alemã, Angela Merkel. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional