PUBLICIDADE
Topo

Igreja destruída por terremoto será reaberta após 51 anos

24/01/2019 18h18

SAMBUCA DI SICILIA, 24 JAN (ANSA) - A Igreja Madre de Sambuca di Sicilia, na Itália, destruída por um terremoto no Vale do Belice 51 anos atrás, será reaberta no próximo sábado (26), às 17h, marcando a recuperação de uma das joias arquitetônicas mais significativas da região.   


A cerimônia contará com a participação de todos os prefeitos das cidades do vale e terá uma missa solene celebrada pelo arcebispo de Agrigento, cardeal Francesco Montenegro.   


A matriz, como é chamada pelos habitantes da cidade, ainda carrega as feridas do terremoto de 15 de janeiro de 1968, que matou mais de 400 pessoas e deixou outras 90 mil desalojadas, mas finalmente será reaberta, com o piso refeito, um altar maior e o teto consolidado.   


"Depois de 50 anos de espera, conseguimos finalmente reabrir a matriz", disseram o prefeito de Sambuca, Leo Ciaccio, e seu vice, Giuseppe Cacioppo, que vêm sendo bombardeados com milhares de pedidos de informação sobre as casas de um euro à venda na cidade, um projeto para combater o despovoamento em Sambuca, eleita o vilarejo mais belo da Itália em 2016.   


"Para a restauração total da basílica serão necessários ainda outras intervenções, mas, por ora, um monumento que representa nossa comunidade poderá finalmente ser aproveitado", acrescentaram. A Igreja Madre de Sambuca foi edificada sobre uma parte do antigo castelo árabe de Zabut e fica na parte mais antiga da cidade, sobre o rochedo que domina o vilarejo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.