Topo

Itália se prepara para eleição ao Parlamento Europeu

25/05/2019 13h12

ROMA, 25 MAI (ANSA) - A Itália se prepara para ir às urnas neste domingo (26) para eleger novos membros do Parlamento Europeu. Neste sábado (25), já começou a vigorar a lei do silêncio eleitoral, que impede qualquer campanha política.   

Apesar disso, o vice-primeiro-ministro e ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, escreveu no Twitter uma mensagem incentivando os eleitores a votarem em seu partido, o nacionalista Liga Norte. "Amanhã, das 7h às 23h, escreveremos juntos o futuro", postou Salvini, com a hashtag "DomingoVotoLiga". Em outro tuíte, Salvini postou um vídeo com o slogan "Primeiro a Itália". "Comer e beber à italiana faz bem à saúde e ao nosso trabalho. Defendamos com unhas e dentes os nossos produtos e deixemos que as BESTEIRAS sejam comidas em Bruxelas. Estou errado?", escreveu Salvini, que foi criticado por internautas e outros políticos por violar o silêncio eleitoral.   

As eleições ao Parlamento Europeu, apesar de registrar cada vez mais um alto nível de abstenção, tem chamado a atenção do mundo todo devido à possibilidade de partidos nacionalistas, de extrema-direita e eurocéticos ganharem espaço na Casa. As pesquisas são unânimes em mostrar que a direita ultranacionalista conquistará sua maior bancada na história do bloco. Por outro lado, como as eleições acontecem em 28 Estados-membros, com realidades e anseios diferentes, como o Reino Unido, que enfrenta o processo do Brexit, é difícil projetar se isso será suficiente para alterar de alguma forma os rumos da política europeia.   

Mas, caso a expectativa se confirme, a União Europeia pode passar por um período de mudanças que podem levar a um colapso. As eleições europeias começaram na quinta-feira (23) em alguns países, como Holanda e República Checa, e se encerram amanhã (26), onde se votará em 21 nações. Neste sábado, o pleito ocorre na Letônia, Malta e Eslováquia.   

Municípios - Além das eleições europeias, italianos de 3.782 cidades deverão eleger amanhã novos prefeitos, o que corresponde a pouco menos de 50% do país. Há cinco capitais onde ocorrerão eleições: Bari, Campobasso, Florença, Perugia e Potenza. No Piemonte, também haverá eleição regional para governador, disputada por Sergio Chiamparino, Alberto Cirio e Giorgio Bertola. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional