PUBLICIDADE
Topo

Senado decidirá sobre denúncia contra Salvini em 12/2

29/01/2020 14h55

ROMA, 29 JAN (ANSA) - O Senado da Itália votará no próximo dia 12 de fevereiro, a partir das 9h30 (horário local), o pedido do Tribunal dos Ministros de Catânia para processar o líder de extrema direita Matteo Salvini por sequestro de pessoas.   

O caso diz respeito a uma ordem do então ministro do Interior para impedir o desembarque de 131 migrantes que haviam sido resgatados pelo navio Gregoretti, pertencente à própria Guarda Costeira italiana, em julho de 2019.   

A maior parte dos deslocados internacionais (116) ficou presa na embarcação durante cinco dias, até que Roma fechasse um acordo de acolhimento com outros países da União Europeia. Com os votos da Liga, partido de Salvini, a Junta de Imunidade Parlamentar do Senado recomendou, em 20 de janeiro, a abertura do processo.   

O ex-ministro, que também é senador da República e tem foro privilegiado, já disse que pedirá para a Liga votar a favor da aceitação da denúncia. Uma eventual condenação pode levar à cassação do mandato de Salvini.   

A tramitação é idêntica à do caso do navio Diciotti, quando o então ministro do Interior foi denunciado por sequestro ao ter bloqueado uma embarcação da Guarda Costeira que havia socorrido 177 migrantes no Mediterrâneo.   

Na ocasião, Salvini escapou do processo graças aos votos do antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), que hoje governa em aliança com a centro-esquerda. Na votação do caso Diciotti, quando estava no poder, Salvini pedira para seus senadores se colocarem contra a aceitação da denúncia.   

Desta vez, no entanto, ele garantiu que quer a abertura do processo, afirmando estar "pronto" para encarar a prisão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias