Ovelhas, peixe e uísque: Museu da Corrupção na Romênia tem coleção de propinas criativas

  • Museu da Corrupção/Divulgação

Ovelhas, água mineral e até uma ponte estão entre as propinas retratadas em um novo museu virtual sobre a corrupção na Romênia.

Nas suas paredes digitais, o museu expõe uma coleção de pinturas descrevendo casos célebres de suborno.

Entre eles, está o das "propinas no cemitério", menção ao local no qual o ex-ministro das Finanças Darius Valvoc é acusado de ter recebido malas de dinheiro. O caso continua tramitando na Justiça romena.

Os criadores do projeto - a agência de marketing digital Kinecto Isobar - dizem que optaram pelo formato porque os políticos romenos "conseguiram elevar a corrupção ao nível de arte".

"Algumas propinas são tão incríveis que parecem ter sido inventadas pela equipe de criação de uma agência publicitária", eles afirmaram à BBC.

Para ilustrar esse argumento, o museu propõe ao visitante um bem-humorado teste em que o internauta tem de adivinhar se determinado caso é verdade ou mentira.

Em uma das perguntas, o usuário deve adivinhar se peixe e uísque já foram usados como ítens para subornar policiais romenos (a resposta é sim). Em seguida, vem o comentário: "Juntos, eles são um pouco indigestos".

A Romênia ocupa o posto 58 entre os 168 países que compõem o índice de percepção da corrupção da ONG Transparência Internacional.

É o terceiro pior resultado dentro da União Europeia - mas 18 posições acima do Brasil, que está na 76ª posição.

O ex-premiê Victor Ponta é um dos políticos da mais alta hierarquia romena a responder por acusações de corrupção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos