Conteúdo publicado há 1 mês

Trump diz que se eleito pode construir campos de detenção para deportação em massa

O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que não descarta a possibilidade de construir campos de detenção em território norte-americano para imigrantes que estejam no país ilegalmente caso retorne à Casa Branca, de acordo com uma entrevista à revista Time publicada nesta terça-feira.

Trump foi questionado sobre se construiria novos campos de detenção como parte de sua promessa de campanha de realizar a maior deportação de imigrantes ilegais.

"Eu não descartaria nada", disse Trump. "Mas não haveria tanta necessidade deles" porque, segundo ele, o plano é deportar os imigrantes que estão nos EUA ilegalmente de volta para seus países de origem o mais rápido possível.

"Não vamos deixá-los no país", disse Trump. "Vamos levá-los para fora."

Trump tem feito das travessias ilegais na fronteira entre os EUA e o México um ponto central de sua campanha contra o presidente Joe Biden, que está concorrendo a um segundo mandato de quatro anos. A imigração é uma das principais questões para os eleitores, de acordo com pesquisas de opinião.

Trump disse que usaria tropas da Guarda Nacional para ajudar em seus esforços planejados de deportação, mas também não descartou o envio de forças militares ativas para ajudar.

"Não creio que eu tenha que fazer isso. Acho que a Guarda Nacional seria capaz de fazer isso. Se eles não puderem, então eu usaria os militares", disse ele.

Trump foi questionado sobre a Lei Posse Comitatus de 1878, uma legislação posterior à Guerra Civil que proíbe o uso das Forças Armadas contra civis.

"Bem, esses não são civis. São pessoas que não estão legalmente em nosso país. Isso é uma invasão de nosso país", disse Trump.

Continua após a publicidade

Na segunda-feira, Biden e o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador disseram que seus governos logo tomarão medidas para diminuir as travessias ilegais na fronteira sul, ao mesmo tempo em que abordarão os problemas econômicos e de segurança que levam as pessoas a migrar.

Trump tem usado uma terminologia desumanizadora para descrever os imigrantes ilegais nos EUA, chamando-os de "animais" ao falar sobre supostos atos criminosos e dizendo que eles estão "envenenando o sangue do nosso país", uma frase que tem sido criticada como xenófoba e ecoando a retórica nazista.

Em resposta às críticas, Trump disse que não tinha ideia de que o ditador alemão Adolf Hitler havia usado linguagem semelhante.

Deixe seu comentário

Só para assinantes