A tradição africana de dançar com os corpos de familiares mortos

Na ilha africana de Madagascar, corpos são exumados por parentes dos mortos como forma de demonstrar amor e respeito pelos antepassados - e transformar a dor da perda em alegria.

O Famadihana (algo como "virada dos ossos") é comemorado a cada cinco ou sete anos e funciona como uma espécie de reunião de família entre os vivos e os mortos.

Pode parecer assustador, mas o objetivo é dançar com os mortos - cujos restos são enrolados em mortalhas - num ritual acompanhado de músicas tradicionais do país.

Para isso, os familiares pedem a ajuda de pedreiros, que desmontam os túmulos para retirar os corpos da terra.

A tradição existe há séculos. Segundo especialistas na cultura local, a ideia de se reunir com os corpos dos mortos é uma forma de compreender a finitude humana e de lidar com o luto.

Alguns, porém, criticam a prática, que consideram ultrapassada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos