PUBLICIDADE
Topo

Vídeo viral de menino que sofre bullying gera onda de comoção e apoio global

Quaden Bayles (à esquerda) recebeu apoio de YouTubers e celebridades como Hugh Jackman (à direita) - Montagem/reprodução
Quaden Bayles (à esquerda) recebeu apoio de YouTubers e celebridades como Hugh Jackman (à direita) Imagem: Montagem/reprodução

21/02/2020 08h05

Pessoas de todo o mundo se uniram em apoio a um menino australiano de nove anos depois que um vídeo mostrando sua profunda angústia por ter sofrido bullying viralizou nas redes sociais.

Yarraka Bayle postou o vídeo do filho, Quaden, chorando após ser vítima de bullying na escola por seu nanismo.

"É isso que o bullying faz", diz ela no vídeo, no qual o menino também afirma que quer se matar.

O vídeo, visto mais de 14 milhões de vezes, gerou uma série de mensagens de apoio nas redes sociais e a hashtag #WeStandWithQuaden.

Celebridades como o ator Hugh Jackman e o jogador de basquete Enes Kanter se pronunciaram, enquanto pais de outros países compartilharam mensagens de vídeo de seus filhos.

Jackman disse a Quaden: "Você é mais forte do que imagina, companheiro" e pediu a todos que "sejam gentis".

No vídeo de seis minutos, publicado na terça-feira, a mãe de Quaden descreve o bullying recorrente que o filho sofre todos os dias. A família, que é de origem aborígene, vive em Queensland, na Austrália.

"Acabei de pegar meu filho na escola, presenciei um episódio de bullying, liguei para o diretor e quero que as pessoas saibam — pais, educadores, professores — esse é o efeito que o bullying tem", diz Bayle, enquanto o menino soluça.

"Todo dia... acontece alguma coisa. Outro episódio, outro bullying, outra provocação, outro xingamento."

"Vocês podem, por favor, educar seus filhos, suas famílias, seus amigos?"

Qual foi a reação?

A hashtag #StopBullying estava entre as mais citadas no Twitter nesta sexta-feira, enquanto as pessoas descreviam suas próprias experiências e pediam para Quaden "aguentar firme".

Crianças de diferentes países também postaram mensagens em solidariedade.

O comediante americano Brad Williams, que tem o mesmo tipo de nanismo, chamado acondroplasia, afirmou que arrecadou mais de US$ 130 mil em menos de um dia para levar a família para a Disney.

"Isso não é apenas para Quaden, é para quem sofreu bullying na vida e ouviu que não era bom o suficiente", escreveu ele na página de arrecadação de fundos.

"Vamos mostrar a Quaden e aos demais, que há coisas boas no mundo e que eles são dignas delas".

Eric Trump, filho do presidente dos EUA, descreveu o vídeo como "absolutamente comovente". Enquanto isso, o astro do basquete Enes Kanter tuitou: "O mundo está com você" e convidou a família para um jogo da NBA, liga de basquete americana.

As equipes esportivas da Austrália também demonstraram seu apoio a Quaden — o time da liga de rúgbi indígena convidou o menino a liderar a equipe em uma partida neste fim de semana.

Internacional