Contrabandistas preparam nova rota de tráfico de refugiados

Atravessadores planejam nova forma de enviar migrantes da Turquia para União Europeia, passando pela Itália, diz jornal alemão. Segundo o diário, demanda por caminho alternativo aumenta nas últimas semanas.

O jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung (FAZ) afirmou neste domingo (27/03) que traficantes de seres humanos planejam iniciar uma nova rota para enviar refugiados da Turquia para a União Europeia, passando pela Itália, na primeira semana de abril.

De acordo com o periódico, eles utilizariam pequenos navios de carga e de pesca para embarcar os imigrantes a partir do balneário de Antalya, na Turquia, como também da cidade turca de Mersin, perto da fronteira Síria, e da capital grega, Atenas.

De acordo com o jornal, o preço do traslado deve ser de 3 mil a 5 mil euros (por volta de 12 mil a 20 mil reais), que é muito mais caro do que a rota habitual das costas turcas para as ilhas gregas.

No entanto, os refugiados enfrentam crescentes obstáculos para chegar à Europa Ocidental através da Grécia, com vários países ao longo da rota dos Bálcãs fechando suas fronteiras para os migrantes.

Na semana passada, a União Europeia também fechou um acordo com Ancara sobre o envio de requerentes de asilo de volta para a Turquia, diminuindo consideravelmente o fluxo de refugiados para o bloco europeu.

Migrantes esperam na Turquia, Grécia e Líbia

Segundo o FAZ, com a preparação de seu novo empreendimento, os traficantes de seres humanos respondem à crescente demanda por rotas alternativas.

Alguns dos contrabandistas afirmaram que planejam oferecem duas viagens por semana, e pelo menos um deles disse que poderia acomodar 200 pessoas num bote. Eles também aconselham os migrantes a ficarem abaixo do convés até que os barcos alcancem águas internacionais.

Autoridades da União Europeia afirmaram também que, além dos migrantes que se encontram na Turquia e na Grécia, centenas de milhares de pessoas estariam esperando para chegar à Itália a partir da Líbia. Neste ano, o Ministério do Interior em Roma registrou a chegada de quase 14 mil migrantes.

CA/afp/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos