Trump ameaça retirar investimentos do Reino Unido se tiver entrada vetada

Londres, 6 jan (EFE).- O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta quarta-feira retirar investimentos previstos na Escócia no valor de 945 milhões de euros se o Reino Unido vetar sua entrada, uma medida que será debatida pelo parlamento britânico em 18 de janeiro.

A Trump Organization, conglomerado do magnata americano, assinala em comunicado que cancelará "imediatamente" dois investimentos milionários nos campos de golfe escoceses de Turnberry e Aberdeenshire se o pré-candidato for proibido de entrar no Reino Unido.

A Câmara dos Comuns fixou ontem a data para tratar uma proposta popular que recebeu cerca de 570.000 assinaturas através da internet na qual se pede que Trump não possa retornar às ilhas britânicas por seu "discurso de ódio" contra os muçulmanos.

O debate acontecerá em uma das salas secundárias dos Comuns e não haverá votação sobre a proposta.

"Westminster (parlamento britânico) criaria um precedente perigoso e lançaria ao mundo a terrível mensagem que o Reino Unido se opõe à liberdade de expressão e que não tem interesse em atrair investidores", afirma o comunicado.

A Trump Organization indica que "qualquer ação para restringir as viagens" do empresário "obrigaria a pôr fim imediatamente" a "todos os futuros investimentos que atualmente se contemplam no Reino Unido".

O pré-candidato gerou polêmica em dezembro do ano passado ao propor que se proíba a entrada aos Estados Unidos de todos os muçulmanos.

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, tachou de "estúpida" e "equivocada" essa proposta, apesar de se mostrar contrário a proibir a entrada de Trump no Reino Unido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos