Papa pede aos iraquianos que rejeitem o ódio após atentado do EI em estádio

Cidade do Vaticano, 27 mar (EFE).- O papa Francisco enviou neste domingo uma mensagem de pêsame na qual pede ao povo iraquiano que "rejeite o caminho do ódio e do conflito" após o atentado realizado pelo Estado Islâmico contra um estádio em Iskanderiyah, que provocou a morte de pelo menos 41 pessoas e deixou mais de cem feridos.

"Em resposta a esse ato de violência insensata, que o povo iraquiano possa reforçar sua determinação de rejeitar o caminho do ódio e do conflito, e trabalhe junto, sem medo, por um futuro de respeito recíproco, solidariedade e liberdade", disse o pontífice.

Na mensagem, assinada pelo secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin, em nome do papa, e enviada ao núncio do Iraque, Alberto Ortega Marin, Francisco lamenta a "grande perda de vidas humanas" no atentado, oferece suas orações pelas vítimas e seus familiares e "invoca a misericórdia de Deus pelos mortos e a divida consolação a todos os que sofrem".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos