Chanceler britânico defende ampliação de laços bilaterais em visita a Cuba

Havana, 28 abr (EFE).- O secretário de Estado para as Relações Exteriores do Reino Unido, Philip Anthony Hammond, o primeiro chanceler britânico que visita Cuba após o triunfo da revolução em 1959, destacou nesta quinta-feira em Havana a evolução "favorável" das relações entre os dois países e defendeu sua ampliação.

"O Reino Unido sempre teve relações com todos os países e vimos uma trajetória favorável na evolução de nossas relações bilaterais" com Cuba, disse o chanceler britânico a seu colega cubano Bruno Rodríguez, com quem se reuniu no Ministério das Relações Exteriores da ilha.

Hammond também considerou que há um "grande potencial para seguir melhorando as relações entre o Reino Unido e Cuba nos próximos meses e, inclusive, anos", em áreas como o comércio e o turismo.

Bruno Rodríguez, por sua vez, afirmou que para Cuba as relações com o Reino Unido constituem uma "prioridade", da mesma forma que com a Europa, e ressaltou os progressos "significativos" que tiveram as relações bilaterais em intercâmbios culturais, esportivos, comerciais, investimento e turismo.

Além disso, o ministro cubano destacou que os vínculos entre Cuba e Reino Unido se encontram em um momento "promissor", com um "amplo potencial" de desenvolvimento, e agradeceu a contribuição do Reino Unido nos avanços com a União Europeia para a assinatura de um acordo de diálogo político e cooperação.

O secretário de Relações Exteriores do Reino Unido também assinou hoje quatro memorandos de entendimento para fortalecer a cooperação nos setores de cultura, energia, educação superior, financeiro e de serviços profissionais.

Nesse sentido, o chanceler britânico disse à imprensa que essas são áreas "específicas" nas quais ambas as partes consideram que as relações bilaterais podem ser "ampliadas e mais desenvolvidas".

"Revejo um fortalecimento do diálogo bilateral no qual possamos abordar temas de interesse mútuo com um espírito construtivo na medida em que avançamos e trabalhamos em favor de uma cooperação bilateral maior, que esteja respaldada por um maior nível de comércio, de relações comerciais e econômicas e de turistas em Cuba", acrescentou Hammond.

O chanceler britânico ratificou a posição do Reino Unido em favor do fim do embargo econômico que os Estados Unidos aplicam sobre Cuba, e ressaltou que "essa continua sendo a postura" de seus parceiros na União Europeia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos