Japão se blinda antes do início da cúpula de líderes do G7

Tóquio, 25 mai (EFE).- Boa parte do Japão já registra um visível aumento dos dispositivos de segurança antes do início da cúpula de líderes do G7 que será realizada na quinta-feira e na sexta-feira no parque natural de Ise-Shima, no centro do país.

As Forças Marítimas de Autodefesa japonesas posicionaram vários navios, inclusive o destroier porta-helicópteros Izumo (o maior da frota japonesa) nas águas que rodeiam a ilha de Kashiko, onde se encontra o hotel que abrigará as principais reuniões da cúpula.

Os usuários do aeroporto internacional de Chubu, onde aterrissam a partir desta quarta-feira os voos dos líderes, estão há dias sendo objeto de controles mais rigorosos tanto dentro como nos acessos ao recinto.

No total, as províncias de Mie (onde se encontra Ise-Shima) e Aichi (que abriga o aeroporto) prepararam 23.000 agentes de polícia para a cúpula, mil a mais quando comparado com a reunião de líderes do G7 do ano passado em Schloss Elmau (Alemanha).

Alguns colégios no entorno de Ise-Shima suspenderam as aulas até a semana que vem devido às restrições impostas ao trânsito na área.

Além disso, apesar de estar a cerca de 300 quilômetros da sede da cúpula, Tóquio também reforçou enormemente a segurança.

O Departamento Metropolitano de Polícia preparou outros 19.000 soldados para que patrulhem por diferentes pontos da capital japonesa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos