Polícia grega começa a desmantelar acampamento de refugiados de Idomeni

Em Atenas

  • Boris Grdanoski/AP

    Policiais gregos inspecionam tendas em campo de refugiados próximo à fronteira com a Macedônia

    Policiais gregos inspecionam tendas em campo de refugiados próximo à fronteira com a Macedônia

A polícia da Grécia começou a desmontar o acampamento improvisado de Idomeni, na fronteira com a Macedônia, onde se encontram mais de 8.400 refugiados, na manhã desta terça-feira (24).

Segundo a imprensa presente no local, os primeiros dois ônibus já deixaram o acampamento rumo a um dos novos centros oficiais abertos no norte da Grécia.

Centenas de policiais bloquearam o acesso ao acampamento e já durante a noite pediram aos veículos de imprensa e aos voluntários que deixassem o local.

A polícia, com a ajuda de intérpretes, esteve desde ontem à noite oferecendo informações aos refugiados sobre a operação de mudança.

Segundo a rede de televisão pública da Grécia, o ambiente é tranquilo, por enquanto, e muitos refugiados esperam com calma diante dos ônibus para serem transferidos.

Ao longo do dia de ontem, cerca de 2.500 pessoas foram levadas para estruturas organizadas, mas no começo da manhã de hoje ainda havia mais de 8.400 em Idomeni.

A polícia assegurou que a forte presença das forças antidistúrbios é uma mera "medida de precaução" para reagir caso algumas pessoas que se recusem a deixar o acampamento.

O governo grego vem insistindo nas últimas semanas que não tem a intenção de realizar um desmantelamento forçado, levando em conta que há várias mulheres e crianças no acampamento.

Segundo afirmou ontem o porta-voz do governo grego para assuntos de refugiados, Yorgos Kyritsis, espera-se que a transferência das pessoas para centros governamentais aconteça em um prazo de dez dias.

"Neste momento, temos 6 mil vaga disponíveis em centros de acolhida. Em poucos dias, teremos 8 mil", acrescentou o porta-voz, que disse que são centros de boa qualidade, com cabanas, e não com barracas, um fator que espera que sirva para motivar os refugiados a aceitarem a mudança.

Além disso, o governo informou que os refugiados apenas poderão obter nos acampamentos oficiais uma prorrogação da permissão de sua estadia de um mês, que todos recebem quando são registrados em sua chegada à Grécia.

Para a maioria dos refugiados esta permissão já venceu, por isso o governo espera que essa decisão também sirva como incentivo para a transferência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos