Juiz mexicano concede liminar que suspende extradição de 'El Chapo' aos EUA

Cidade do México, 27 mai (EFE).- A Justiça do México concedeu nesta sexta-feira uma liminar que suspende provisoriamente a decisão da Secretaria de Relações Exteriores (SRE) de extraditar o traficante Joaquín "El Chapo" Guzmán para os Estados Unidos.

Segundo nota divulgada pelo Conselho do Judiciário Federal (CJF), um tribunal da Cidade do México concedeu esta suspensão provisória como uma medida cautelar, em linha com as diretrizes da liminar solicitada pela defesa do réu.

Esta suspensão terá efeito "até que se notifique às autoridades responsáveis ou que se tenha uma decisão com relação à suspensão definitiva", indicou o juiz.

Além disso, o tribunal deu um prazo "improrrogável" de 48 horas para que a Chancelaria apresente um relatório que justifique que sua decisão cumpre com as prerrogativas estipuladas pelo Tratado de Extradição assinado entre EUA e México.

Caso não receba esse documento, o tribunal afirmou que será realizada uma audiência no próximo dia 2, conforme a CJF explicita em seu número de expediente 485/2016.

Esta resolução tem a ver com o anúncio feito hoje pela defesa do líder do Cartel de Sinaloa, que já apresentou um recurso contra a decisão do governo de Enrique Peña Nieto de extraditar o traficante aos Estados Unidos, onde o réu enfrenta várias acusações.

Os advogados de 'El Chapo' disseram em entrevista coletiva que na quinta-feira apresentaram o recurso contra a sentença emitida pela Chancelaria mexicana em favor da extradição de seu cliente, que qualificaram de "inconstitucional".

Após a revisão do tribunal, ocorrida hoje, caberá aos magistrados da Suprema Corte decidir o futuro de Guzmán, afirmou um dos advogados.

"Vai demorar muito tempo para que levem 'El Chapo'" aos EUA, afirmou o defensor, que também ventilou a possibilidade de que seu cliente sequer seja entregue ao país vizinho.

'El Chapo' enfrenta várias acusações nos Estados Unidos. Um tribunal da Califórnia o acusa de tráfico de cocaína, enquanto outro do Texas o acusa deste mesmo delito, além de participação no crime organizado, associação criminosa, lavagem de dinheiro, homicídio e posse de armas de fogo.

A SRE anunciou na última sexta-feira sua decisão de extraditar 'El Chapo', dias depois de receber duas opiniões jurídicas favoráveis à entrega do criminoso aos EUA para que ele seja processado nos dois tribunais mencionados.

'El Chapo' foi mandado no dia 8 de janeiro para prisão de Altiplano, no Estado do México, no centro do país, depois de ser recapturado em seu estado natal de Sinaloa, seis meses após a fuga espetacular dessa mesma prisão, através de um túnel de 1,5 quilômetros.

Em maio, 'El Chapo' foi transferido de maneira surpreendente para uma prisão de Ciudad Juárez, perto da fronteira com os Estados Unidos, o que gerou rumores sobre sua iminente extradição, que foram desmentidos pelas autoridades.

O governo atribuiu a mudança de 'El Chapo' a obras para reforçar a segurança na prisão de Altiplano e devido a um rodízio de presos perigosos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos