Jovem mata mãe de fome por ser internada em centro de dependência em internet

Em Pequim

Uma adolescente chinesa de 16 anos foi presa após confessar que matou sua mãe de fome, aparentemente em represália porque seus pais a tinham internado em um centro de tratamento contra a dependência em internet conhecido por sua dureza, informaram neste sábado (24) os veículos de imprensa locais.

A jovem, identificada pelos agentes com o nome fictício de Chen Xinran, se entregou para a polícia no último dia 16, na Província de Heilongjiang, nordeste da China, e explicou que tinha amarrado sua mãe em uma cadeira durante uma semana e não lhe deu de comer.

Durante esse período, enviou por telefone celular fotos e vídeos para uma tia exigindo dinheiro em troca de libertar a mãe, mas quando conseguiu seu objetivo, sua mãe já estava bastante debilitada.

A filha chamou uma ambulância e fugiu, mas ao saber da morte da mãe, acabou se entregando à polícia. O pai estava hospitalizado depois que a jovem o esfaqueou em um incidente anterior.

Aparentemente, a jovem queria se vingar de seus pais pois eles a tinham internado, contra sua vontade, em um polêmico centro de recuperação para viciados em internet, situado em Shandong, e que antigos internos criticaram em diversas ocasiões pela brutalidade de seus métodos (como espancamentos e choques elétricos).

Vários meios de comunicação e a comunidade chinesa ativa nas redes sociais transferiram o debate para o centro e suas atividades, já que os responsáveis da instituição, que rejeitam as acusações de punições corporais, não falam com a imprensa ou permitem a entrada em suas dependências.

As autoridades locais asseguraram que vão investigar o centro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos