Três terroristas de Paris passaram por Budapeste como refugiados, diz jornal

Budapeste, 27 set (EFE).- Três autores dos atentados de Paris de novembro que deixaram 129 mortos se passaram por refugiados sírios em Budapeste, onde foram recolhidos por Salah Abdeslam, o cérebro dos ataques, publica nesta terça-feira o jornal conservador "Magyar Idõk" citando fontes anônimas.

Esse meio indica que em setembro de 2015, quando milhares de refugiados esperavam em Budapeste para poder seguir sua rota rumo à Alemanha, Abdeslam permaneceu várias dias na capital húngara, onde entrou em contato com essas três pessoas.

O jornal os identifica como Omar Mostefai, Samy Amimour e Foued Mohammed-Aggad, todos cidadãos franceses que teriam chegado a Budapeste em 9 de setembro usando passaportes sírios falsos.

No dia 17 desse mesmo mês Abdeslam os recolheu em um carro e partiram rumo à Áustria, afirma esse meio, próximo ao governo conservador húngaro, que se caracterizou por sua postura de rejeição aos refugiados e por vincular imigração com terrorismo.

Meses depois, em 15 de novembro, 89 pessoas foram assassinadas na sala Bataclan de Paris.

Esta informação é publicada a cinco dias da realização de um referendo para aceitar ou rejeitar o sistema de realocação de refugiados entre os países comunitários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos