"Todos queremos que Trump tenha sucesso em unir e liderar os EUA", diz Obama

Washington, 9 nov (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, desejou nesta quarta-feira que seu sucessor na Casa Branca, Donald Trump, tenha sucesso em seu propósito de "unir e liderar" o país, em sua primeira declaração sobre as eleições de ontem.

Obama prometeu hoje uma "transição pacífica de poder", algo que avaliou ser uma das "marcas" da democracia do país, apesar de admitir possuir "muitas diferenças" para o empresário republicano.

"Estamos todos na mesma equipe. Não somos republicanos ou democratas primeiro, mas sim americanos, patriotas e todos queremos o melhor para o nosso país", disse Obama em seu primeiro discurso após as eleições de ontem, em que Trump venceu a adversária democrata, Hillary Clinton, contrariando todas as previsões.

A mesma mensagem foi dita por Trump quando Obama telefonou para o presidente eleito para parabenizá-lo pela vitória. "É o que o país precisa, um sentido de unidade, de inclusão", disse o magnata.

"Espero que Trump mantenha esse mesmo espírito durante a transição e em sua presidência", acrescentou Obama.

Acompanhado pelo vice-presidente do país, Joe Biden, Obama desejou, além disso, que seu sucessor na Casa Branca tenha sucesso em seu propósito de "unir e liderar" os EUA.

A presidência é algo "maior que qualquer um de nós", afirmou Obama, ao explicar que pediu que sua equipe siga o exemplo do ocorrido há oito anos, quando o republicano George W. Bush abriu as portas da Casa Branca para garantir uma transição tranquila.

Ao falar sobre Hillary, que foi secretária de Estado de seu governo por quatro anos, Obama a agradeceu pela "extraordinária vida dedicada ao serviço público". "Não poderia estar mais orgulhoso dela", completou o presidente.

Obama também quis enviar uma mensagem aos jovens, aos que votaram pela primeira vez e que estão "talvez decepcionados" com os resultados destas eleições. "Não se tornem cínicos. Não pensem que não podem fazer a diferença", pediu o presidente.

Trump venceu as eleições contra todas as previsões que indicavam uma vitória tranquila de Hillary. Obama, que fez campanha até o último minuto pela ex-primeira-dama, denunciou repetidas vezes que o empresário não está preparado para ocupar o Salão Oval.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos