Hillary confessa que não quis sair de casa após perder as eleições

Em Washington

A ex-candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, confessou nesta quarta-feira (16) que, desde que perdeu as eleições na semana passada para o republicano Donald Trump, viveu momentos em que não quis mais sair de sua casa.

"Houve alguns momentos durante esta semana onde tudo o que eu queria era se enroscar com um bom livro ou nossos cachorros e não sair mais de casa", reconheceu Hillary, durante um discurso em Washington, sua primeira aparição pública desde que reconheceu a derrota nas eleições.

Hillary Clinton participou de um evento de gala do Children's Defense Fund, algo que era difícil de fazer, admitiu.

Durante seu discurso, de aproximadamente 20 minutos, ela pediu para seus eleitores que "acreditem no país", "lutem por seus valores" e "nunca, nunca abandonem".

"Sei que muitos de vocês estão decepcionados pelo resultado das eleições. Eu também estou, mais do que posso expressar", afirmou a ex-primeira-dama.

"Mas nossa campanha nunca foi sobre uma pessoa ou uma eleição, foi sobre o país que amamos e sobre construir os Estados Unidos com esperança, inclusivo e com um grande coração", disse.

É por isso, que Hillary pediu para que seus eleitores "sigam comprometidos em todos os níveis" para "superar" a presidência de Trump.

Hillary Clinton perdeu no último dia 8, contra todas as previsões, as eleições presidenciais para Donald Trump, que ganhou por 306 votos no colégio eleitoral contra 232, apesar da democrata o ter superado no voto popular.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos