Tillerson será o novo secretário de Estado dos EUA, segundo imprensa local

  • Joshua Roberts/Reuters

O principal executivo da companhia petrolífera americana Exxonmobil, Rex Tillerson, foi escolhido pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, para se tornar o próximo secretário de Estado, segundo diversos veículos de imprensa.

Trump anunciou que a nomeação do cargo mais importante de seu futuro gabinete acontecerá no início desta terça-feira, mas no final da noite de segunda, fontes da equipe de transição presidencial confirmaram que o eleito será Rex Tillerson.

A informação foi confirmada por meios de comunicação como "The Washington Post", "The New York Times" e "The Wall Street Journal", todos afirmando que a escolha de Tillerson como próximo chefe da diplomacia precisa ser ratificada pelo Senado.

Nem Trump, nem a equipe de transição tinham confirmado esta informação pelos canais frequentes, mas as possibilidades de Tillerson aumentaram nas últimas horas após o anúncio que estava entre um dos favoritos.

O ex-candidato republicano Mitt Romney descartou que será o secretário de Estado.

"Foi uma honra ter tido meu nome considerado para ser o secretário de Estado do nosso país", afirmou Romney, em mensagem através do Facebook.

"Tenho grandes esperanças que a nova administração dirigirá o país em direção a uma posição mais forte, com prosperidade e paz", acrescentou o republicano.

Romney e Trump criaram uma rivalidade durante a campanha eleitoral e chegaram a trocar críticas. Porém, os dois políticos se reuniram em duas ocasiões desde as eleições do dia 8 de novembro para resolver as diferenças.

As críticas se transformaram em elogios mútuos, mesmo com Romney não fazendo parte da administração de Trump.

Também foi mencionado como um candidato a ocupar a Secretaria de Estado o ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani, que atuou como assessor de Trump durante a campanha eleitoral e inclusive o acompanhou na polêmica visita que fez ao México.

No entanto, na semana passada, o próprio Trump anunciou que Giuliani havia pedido para não ganhar algum cargo no governo, pois queria se concentrar em seus negócios privados de consultoria legal.

Espera-se que o anúncio oficial aconteça na manhã desta terça, segundo prometeu Donald Trump em mensagem feita pelo Twitter.

"Estarei fazendo meu anúncio sobre o próximo secretário de Estado amanhã de manhã", afirmou o presidente eleito.

No último sábado, em uma entrevista para a emissora "Fox News", Trump evitou confirmar que Tillerson foi o eleito para ser o secretário de Estado, mas fez diversos elogios ao executivo.

"Ele é muito mais que um executivo de negócios. Ele joga em uma escala global. Está é responsável, assim eu acho, pela maior companhia do mundo, está no comando de uma companhia petrolífera que tem praticamente o dobro do tamanho de seu concorrente mais próximo, e que ele administrou incrivelmente bem", afirmou Trump.

Segundo "The Washington Post" e outros veículos de imprensa locais, Rex Tillerson enfrentará uma tarefa difícil no Senado para que seu nome seja ratificado como próximo secretário de Estado, se realmente for escolhido para o posto.

Suas relações com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e suas operações nesse país e em nações do Oriente Médio à frente da Exxonmobil serão analisadas com cuidado pelos legisladores antes de aprovar sua nomeação.

De acordo com o "The Washington Post", um crescente número de senadores republicanos se mostraram reticentes a confirmar o nome de Rex Tillerson, de 64 anos, e que está no comando da principal petrolífera americana desde 2006.

O caso de Tillerson também pode representar um conflito de interesses em um cargo importante da administração de Donald Trump, já que enfrenta suspeitas sobre seus próprios negócios.

Segundo o "The Wall Street Journal", Rex Tillerson, que pensava em se afastar da Exxonmobil no próximo ano, tem um fundo de pensões no valor de dezenas de milhões de dólares, que poderia ser afetado pelas futuras ações do Departamento de Estado.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos