Israel chama embaixadores e suspende visita de ministro do Senegal

Jerusalém, 24 dez (EFE).- Israel chamou a consultas seus embaixadores em Nova Zelândia e Senegal e suspendeu uma visita do ministro das Relações Exteriores deste último país, depois que os dois nações apresentaram a resolução aprovada ontem pelo Conselho de Segurança da ONU contra os assentamentos judaicos.

Assim confirmaram hoje à Agência Efe fontes no governo israelense que pediram o anonimato, acrescentando que, além disso, o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, ordenou suspender toda a ajuda e cooperação que seu país dá ao Senegal.

A visita do chefe da diplomacia senegalesa, Mankeur Ndiaye, estava prevista para o mês de janeiro.

As fontes disseram que se trata de uma primeira reação à iniciativa que tomaram esses dois países para apresentar a proposta votada no Conselho de Segurança, depois que o Egito retirou o projeto original um dia antes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos