Rússia bombardeia posições do EI na Síria em apoio a operação militar turca

Istambul, 30 dez (EFE).- As Forças Armadas da Turquia comunicaram nesta sexta-feira que aviões russos realizaram três ataques aéreos contra o Estado Islâmico (EI), em Al Bab, ao norte da Síria, em apoio de uma operação militar turca contra o grupo terrorista, segundo informações do jornal "Hurriyet".

Nas últimas 24 horas, o Exército russo realizou três ataques aéreos em apoio a facções do Exército Livre Sírio (ELS) aliadas da Turquia, onde morreram 12 membros do EI.

O Exército turco também realizou ataques aéreos em Al Bab, que culminaram com as mortes de outros 26 membros do grupo jihadista.

Na mesma operação, um soldado turco morreu e outros cinco ficaram feridos após um ataque do EI.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, denunciou ontem a falta de apoio dos países da Otan, aliança militar à qual pertence Turquia, na luta contra o EI na Síria.

"Se estamos juntos na aliança da Otan, então os senhores devem alinhar com a gente. Mas não vemos o menor apoio nem da Otan nem dos países aliados", disse em discurso em Ancara.

Erdogan também se queixou do apoio que os Estados Unidos dá para as milícias curdo-sírias Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera uma braço da guerrilha turco-curda, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), declarada organização terrorista na Turquia.

O bombardeio russo aconteceu horas antes do cessar-fogo estipulado entre o regime do presidente Bashar al Assad e grupos rebeldes, sob a tutela da Rússia e Turquia, e implementado na madrugada de hoje.

Esse cessar-fogo não se aplica a organizações declaradas terroristas pelo Conselho de Segurança da ONU, como é o caso do EI. EFE

lvm/phg

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos