Conselho diz que resultados de eleições no Equador serão divulgados em breve

Quito, 20 fev (EFE).- O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) do Equador pediu na segunda-feira aos cidadãos que mantenham a calma, rejeitando as atitudes violentas de algumas pessoas e garantiu que o resultado das eleições do último domingo será divulgado em breve.

O presidente do CNE, Juan Pablo Pozo, em um comunicado transmitido pela TV, lembrou que o órgão é obrigado a processar certas atas de apuração atrasadas ou suspensas, o que resultou no atraso do anúncio dos resultados finais.

O atraso no anúncio do resultado da eleição presidencial gerou incerteza e tensão no país, que aguarda os dados finais do CNE para saber se terá o segundo turno entre os dois candidatos mais votados no último domingo.

A questão é que o candidato governista Lenín Moreno, que venceu no pleito, aguarda para saber que conseguiu o resultado suficiente para vencer no primeiro turno ou se terá necessidade de novas eleições.

Por sua vez, o opositor Guillermo Lasso, em segundo lugar na votação, assume que deve haver um segundo turno no mês de abril entre ele e Moreno, onde ele assegura que vencerá o governista.

A regra no Equador estabelece que um candidato vencerá no primeiro turno se conseguir mais de 50% dos votos ou, pelo menos, 40% com uma diferença de dez pontos percentuais em relação ao segundo mais votado.

Com 91,5% das urnas apuradas, Moreno está com 39,07% de votos e Lasso com 28,43%.

Esse percentual é inferior a dez pontos de votação que ainda não foram apurados, o que deixa os equatorianos na expectativa, já que pode afetar o equilíbrio de uma forma ou de outra.

Por isso, o CNE pediu aos equatorianos que esperem com tranquilidade os resultados finais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos