Putin ordena derrubar em Moscou todos os edifícios da época de Kruschev

Moscou, 21 fev (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou nesta terça-feira à prefeitura de Moscou que derrube todos os edifícios pré-fabricados erguidos durante a época do líder soviético, Nikita Kruschev (1953-1964), devido a seu mal estado.

"Conheço o estado de ânimo e as expectativas dos moscovitas. Suas esperanças radicam em que essas casas sejam demolidas e em seu lugar sejam construídas novas", disse Putin em reunião com o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin.

Putin, que nasceu em 1952, justo antes de Kruschev chegar ao poder após a morte de Stalin no ano seguinte, ressaltou que "essa seria a decisão mais correta".

O prefeito respondeu que nos últimos anos as autoridades transferiram para novos imóveis 160 mil famílias e manifestou sua confiança de que, nos próximos dois anos, será concluída a demolição de todas as "Kruschovkas".

A Câmara Pública já se tinha dirigido na semana passada às autoridades da capital para que demolissem "todas esses imóveis de cinco andares", que dominam a paisagem urbana em quase todas as cidades do país, desde São Petersburgo a Vladivostok.

"No final dos anos 1950, foi adotado um programa revolucionário de construção das chamadas 'kruschovkas'. Agora, tomamos uma decisão igualmente revolucionária", explicou Konstantin Remchukov, presidente da Câmara Pública.

Remchukov lembrou que esses imóveis já não servem mais à população, por isso pediu que os planos de remformar esses edifícios fossem arquivados, já que as reformas unicamente recortam o já limitado espaço habitável, segundo seus residentes.

As autoridades moscovitas consideram que o fim desse tipo de imóveis não melhorará somente a qualidade de vida dos moradores da capital, mas também aliviará o trânsito.

Devido à dramática escassez de moradia após a Segunda Guerra Mundial, Kruschev lançou um programa de habitação social e gratuita, que permitiu tirar centenas de milhares de pessoas de apartamentos compartilhados, barracões de madeira e porões úmidos.

Essas casas, que seguiram sendo construídas depois que Kruschev deixou o poder, são na realidade casas pré-fabricadas de concreto e seu próprio nome é sinônimo de baixa qualidade, apartamentos pequenos, edifícios frios e úmidos, com infraestrutura obsoleta.

As "kruschovkas++", conhecidas também como "geladeiras" devido ao frio que faz em seu interior durante o inverno, são as vítimas preferidas das brincadeiras dos russos, muitos dos quais vivem ainda nesse tipo de casas.

O difícil acesso à moradia, devido a sua carência, que em Moscou alcança níveis exagerados, é o maior problema que enfrentam os russos, muitos dos quais vivem em apartamentos de apenas um quarto. EFE

io/rpr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos