Colômbia confirma que processo de desarmamento das Farc começa amanhã

Bogotá, 28 fev (EFE).- O Alto Comissariado para a Paz da Colômbia, Sergio Jaramillo, confirmou nesta terça-feira que o processo de entrega de armas dos guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), como parte da implementação do acordo de paz assinado com o governo, começa amanhã.

"Nesta quarta-feira começa o processo de desarmamento que representa o registro das armas, a destruição do armamento instável, o armazenamento das armas de acompanhamento, e tudo o que não tinha sido feito, de acordo também como estão avançando a ONU e as Farc", afirmou Jaramillo de jornalistas.

O cronograma para o desarmamento e a desmobilização das Farc estabelece um prazo de 180 dias para que os guerrilheiros estejam concentrados nas regiões estabelecidas, onde entregarão as armas à ONU e se prepararão para retornar à vida em sociedade.

Jaramillo destacou que o processo começará com o registro das primeiras armas, dando início ao chamado D90, que estabelece que 30% das 7.000 armas dos guerrilheiros devem ser entregues em 90 dias.

As Farc reforçaram hoje o comprometimento com o acordo de paz assinado com o governo da Colômbia.

"Anunciamos que na quarta-feira realizaremos, segundo o protocolo estipulado, o registro das armas em todos os acampamentos e reajustaremos o plano de destruição de armas instáveis ou explosivos", explicou em comunicado o chefe da equipe de negociação das Farc nos diálogos de paz, Luciano Marín.

O Alto Comissariado também falou sobre a anistia dos cerca de 5 mil guerrilheiros presos, ao afirmar que esse é um avanço importante para a segurança jurídica, física e até econômica das Farc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos