Morales critica Trump pelo aumento da despesa militar dos EUA

La Paz, 28 fev (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, criticou nesta terça-feira o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pelo aumento da despesa militar do país nos próximos anos, o que classificou de "cultura da morte".

Em entrevista coletiva na cidade de Cochabamba, na região central da Bolívia, Morales chamou a atenção sobre o aumento de US$ 54 bilhões no orçamento em defesa anunciado pelos EUA, e acusou o país de "inventar guerras para vender armas".

"Viver da morte é desumano. Não se resolve conclitos com esse nível de política de intervencionismo", disse Morales.

O presidente ainda citou o fato de que o dinheiro para aumentar os gastos em defesa sairá da saúde e da coordenação internacional.

Morales disse que é necessário que cada país respeite a diversidade do resto e, em vez de impor políticas pela força, avance na direção de proteção para a população através do consenso.

Trump anunciou ontem um aumento no orçamento de defesa, que será de US$ 638 bilhões em 2018.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos