Australiano que se passava por Justin Bieber é acusado de pedofilia

Em Sydney (Austrália)

  • Andrew Kelly/ Reuters

    Acusado se passava pelo cantor Justin Bieber para pedir imagens explícitas

    Acusado se passava pelo cantor Justin Bieber para pedir imagens explícitas

 Um professor australiano foi acusado de ter cometido mais de 900 crimes sexuais contra menores após se passar pelo cantor Justin Bieber para pedir imagens explícitas a admiradores através das redes sociais, informou nesta quinta-feira (9) a polícia da Austrália.

O acusado, Gordon Douglas Chalmers, de 42 anos, foi detido em novembro suspeito de ter cometido crimes de pedofilia depois que as autoridades de Alemanha e Estados Unidos alertaram seus colegas do Estado australiano de Queensland, segundo a agência "AAP".

A polícia revistou a casa de Chalmers em Brisbane, capital de Queensland, e acusou o suspeito de usar servidores para se conectar com menores de 16 anos e para ter acesso a material pornográfico infantil.

O detido se negou a dar acesso a suas contas nas redes sociais, mensagem e servidores virtuais à polícia que, posteriormente, após examinar seu computador, apresentou nesta semana 931 acusações adicionais de crimes sexuais contra menores.

Estes incluem estupro, tratamento indecente de menores e produção de material de exploração infantil.

A polícia acredita que o acusado começou suas supostas atividades delitivas em 2007, e que utilizava meios como Facebook e Skype para se passar pela estrela canadense e persuadir menores para que lhe enviassem imagens explícitas.

"Esta investigação demonstra a vulnerabilidade dos menores que utilizam redes sociais e aplicativos de comunicação, e o alcance global e habilidades dos delinquentes para cultivar e seduzir suas vítimas", disse o inspetor Jon Rouse, segundo a emissora "ABC".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos