Príncipe William quer que seus filhos expressem suas emoções

Londres, 18 abr (EFE).- O príncipe William, neto da rainha Elizabeth II, quer que seus filhos expressem suas emoções, depois da declaração de Harry sobre como sofreu após a morte de sua mãe, a princesa Diana.

Em declarações à "CALMzine", revista da organização beneficente CALM, que promove a saúde mental, o duque de Cambridge se referiu às emoções depois que seu irmão, o príncipe Harry, revelou ontem que fez terapia para superar a morte de sua mãe, Diana de Gales, ocorrida em um acidente em 1997.

"Kate e eu temos claro que queremos que tanto (o príncipe) George e (a princesa) Charlotte cresçam sentindo que podem falar de suas emoções e seus sentimentos", disse o príncipe, que junto com seu irmão e a duquesa de Cambridge apoiam uma campanha para fomentar a saúde mental através da expressão das emoções.

"No último ano, visitamos juntos várias escolas e nos assustamos por ouvir crianças falarem de alguns assuntos bastante difíceis de uma maneira clara e emocionalmente articulada, algo que muitos adultos teriam dificuldades", acrescentou.

Estas visitas - acrescentou o duque, de 34 anos - permitiram ver que há "esperança" que as coisas mudem no Reino Unido e que para as novas gerações, parece normal falar "abertamente de suas emoções". EFE

vg/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos