Trump considera "ridícula" marca dos 100 dias para avaliar seu governo

Washington, 21 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira que não terá o crédito que merece por seus 100 primeiros dias na Casa Branca, um marco simbólico para medir as conquistas de um novo governo que tachou de "ridículo".

"Não importa o quanto consiga durante o marco ridículo dos primeiros 100 dias, e foi muito (incluindo a S.C.), a imprensa o criticará!", escreveu Trump no Twitter, ao referir-se com as siglas S.C. à aprovação de seu candidato para a Suprema Corte, Neil Gorsuch.

O presidente chegará no próximo 29 de abril ao marco dos 100 dias, um período que costuma ser considerado um termômetro da capacidade de uma nova Administração para governar.

A mensagem de Trump parece uma tentativa de diminuir as expetativas depois de prometer na campanha do ano passado "um plano de ação de 100 dias para fazer os EUA grandes de novo", que em grande medida não chegou perto de materializar-se.

O grande sucesso de sua jovem presidência, tal e como ele lembra em seu tweet, foi a nomeação e confirmação no Senado de Gorsuch para ocupar no Supremo a vaga surgida após a morte do magistrado Antonin Scalia no ano passado.

No entanto, algumas de suas grandes promessas eleitorais, como o desmantelamento da reforma sanitária promulgada pelo ex-presidente Barack Obama, conhecida como "Obamacare", não foram cumpridas.

O plano republicano que Trump defendia para substituir o "Obamacare" foi retirado em março, antes mesmo de ser votado na Câmara de Representantes, pela falta de apoio dentro de seu próprio partido, o que representou uma grande derrota política.

O marco dos simbólicos 100 dias tem sua origem na chegada à Casa Branca do presidente Franklin Roosevelt em 1933, quando o governante estabeleceu um plano de ação para tirar o país da Grande Depressão de 1929.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos