Maduro diz ter descoberto sistema que tentava impedir eleição de Constituinte

Caracas, 24 jun (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse neste sábado que conseguiu desvendar o sistema de informática que tentava "impedir a realização das eleições" da Assembleia Nacional Constituinte (ANC), convocadas para 30 de julho.

"Conseguimos descobrir o centro de operações para uma grande operação de hackeamento e sabotagem do sistema de informática do Conselho Nacional Eleitoral para impedir que a eleição de 30 de julho para a Assembleia Nacional Constituinte (ANC) acontecesse", disse Maduro, durante um ato para comemoração pelo Dia da Batalha de Carabobo.

Já através do canal público de TV, ele afirmou deu um duro golpe na conspiração "contra o processo eleitoral" e que a Constituinte "vai de vento em poupa".

"Chova, troveje ou relampeie a Constituinte vai pela paz, pela pátria", reiterou o presidente, indicando que nos próximos dias mostrará "tudo o que a investigação permitir" sobre o assunto.

A Assembleia Nacional Constituinte foi convocada pelo governante venezuelano em 1 de maio como um caminho para o diálogo. A Mesa da Unidade Democrática (MUD) - aliança de partidos opositores - se negou a participar e pediu para que as pessoas continuassem com as mobilizações contra o governo de Maduro nas ruas.

Hoje, a oposição se manifestou na porta de quartéis de Caracas e em outras partes do país, enquanto os chavistas festejaram a Batalha de Carabobo e o Dia do Exército.

A Venezuela vive desde 1 de abril uma onda de manifestações favoráveis e contrárias ao governo e algumas terminaram em violência. Conforme dados do Ministério Público, o saldo é de 75 mortos e mais de 1.000 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos