Combates na Síria matam pelo menos 35 membros do Estado Islâmico

Beirute, 6 jul (EFE).- Pelo menos 35 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram desde ontem em combates contra as tropas governamentais sírias próximo à cidade de Al-Sujna, a última localidade sob controle dos radicais na província de Homs, informaram nesta quinta-feira os ativistas.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, pelo menos 22 soldados e milicianos leais ao Governo de Damasco, tanto de nacionalidade síria como estrangeira, perderam também a vida nos enfrentamentos.

Além disso, três civis morreram pelos bombardeios contra a população da Al-Sujna, situada em uma zona desértica no leste de Homs.

As tropas governamentais sírias se aproximaram ontem a 15 quilômetros de Al-Sujna desde a localidade monumental de Palmira, situada ao oeste.

Os combates seguem hoje na estrada que une as duas cidades, onde os partidários do presidente sírio, Bashar Al-Assad, fazem intensos ataques de artilharia e aviação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos