PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Polícia de Hamburgo inspeciona centro de grupo antissistema após distúrbios

08/07/2017 15h03

Hamburgo (Alemanha), 8 jul (EFE).- A polícia de Hamburgo divulgou informações sobre a inspeção efetuada neste sábado em um local frequentado pelo grupo "Anti-imperialistas de Hamburgo" no bairro de Schanzenviertel, por suspeitas de que nessa casa eram preparados os coquetéis molotov lançados contra a polícia nos protestos violentos que ocorreram durante a Cúpula do G20.

As forças de segurança consideram que há "indícios crescentes", de acordo com as investigações em andamento, que o local foi utilizado para essa finalidade, segundo um comunicado da polícia.

Em um dos edifícios do bairro foram detidos 13 suspeitos na sexta-feira, em meio aos violentos distúrbios frutos, pela segunda noite consecutiva, dos protestos da esquerda radical e antissistema contra o G20, cuja cúpula foi encerrada neste sábado em Hamburgo, no norte da Alemanha.

A chanceler alemã, Angela Merkel, expressou ao fechamento do evento a "mais severa condenação" para a "violência gerada" nos últimos dias e advertiu que quem comete este tipo de ato se encontra "fora da comunidade democrática".

Merkel anunciou que serão estudadas fórmulas para "ajudar" rapidamente os cidadãos que sofreram as consequências dessa violência "cega", em forma de danos aos seus comércios ou outros tipos, e defendeu que o esquema de segurança preparado para proteger a cúpula tinha sido "cuidadosamente preparado".

A chanceler agradeceu às forças policiais pelo trabalho realizado para "garantir o direito à manifestação pacífica" e, ao mesmo tempo, proteger devidamente o desenvolvimento da cúpula das vinte potências industriais e países emergentes.

A imagem que que esses distúrbios deixaram são "um tapa na cara" de quem expressou em manifestações pacíficas suas críticas ao encontro, acrescentou Merkel, para ressaltar que "nada pode justificar" que vidas humanas sejam colocadas em perigo. Cerca de 200 agentes ficaram feridos nas duas noites consecutivas de distúrbios violentos ocorridos em vários pontos da cidade.

Internacional