Ministro russo critica "briga de creche" em torno da Coreia do Norte

Nações Unidas, 22 set (EFE).- O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, comparou nesta sexta-feira a troca de acusações entre Estados Unidos e Coreia do Norte com uma "briga de creche entre crianças" e pediu calma e diplomacia para solucionar a crise.

Em entrevista coletiva, Lavrov defendeu uma negociação e sugeriu que um país europeu neutro possa agir como mediador.

O chefe da diplomacia russa considerou que o mundo não pode ficar sem responder às ações de Pyongyang, mas assegurou que "também é inaceitável começar uma guerra" na península coreana.

Nesse sentido, pediu para "esfriar" os impulsos e optar por um enfoque "razoável" ao invés de um "emocional".

Segundo assegurou, a Rússia seguirá trabalhando com a China nessa linha, apesar de, por enquanto, sua proposta conjunta para impulsionar negociações não ter funcionado.

Moscou e Pequim recomendaram que a Coreia do Norte suspenda os seus testes nucleares e com mísseis e que EUA e Coreia do Sul façam o mesmo com suas manobras militares para tentar facilitar um diálogo.

Quando perguntado pelos vínculos entre o acordo nuclear com o Irã e a situação na Coreia do Norte, Lavrov opinou que, se os EUA decidirem romper o pacto com Teerã, estariam enviando um "sinal muito errado" a Pyongyang.

Segundo Lavrov, o mundo está dizendo ao regime de Kim Jong-un que se deixar seu programa nuclear verão as sanções contra eles serem suspensas, e ressaltou que romper o pacto com o Irã daria razões à Coreia do Norte para não negociar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos