Puigdemont ficará pelo menos "alguns dias" em Bruxelas, dizem fontes catalãs

Bruxelas, 31 out (EFE).- O ex-presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, ficará pelo menos "alguns dias" em Bruxelas, e decidirá a duração da sua estadia "em função de como evoluam os eventos", informaram nesta terça-feira à Agência Efe fontes ligadas ao político catalão.

Em entrevista coletiva em Bruxelas, Puigdemont não esclareceu qual será seu futuro imediato, mas ressaltou que não busca asilo político na Bélgica e que retornaria à Espanha se obtivesse garantias de um "julgamento justo".

Segundo afirmaram as fontes, que não descartam uma nova coletiva de Puigdemont na capital europeia, a viagem a Bruxelas parte de seu "interesse em informar a situação na Catalunha às instituições europeias e à opinião pública internacional".

Por sua parte, o ex-conselheiro regional de Interior, Joaquim Forn, disse após essa entrevista coletiva que não sabe quanto tempo passará em Bruxelas, mas que, em seu caso, "em algum momento" deverá voltar, pois tem "trabalho a fazer".

Puigdemont salientou durante a entrevista coletiva que não está na Bélgica como país, mas está em Bruxelas como "capital" da União Europeia, e desmentiu os rumores sobre possíveis encontros com membros do partido nacionalista flamengo N-VA, depois que o secretário de Estado de Migração e Asilo belga, Theo Francken, sugerisse que poderia solicitar "asilo político".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos