Normalidade e grande de afluência de eleitores nas eleições da Catalunha

Barcelona (Espanha), 21 dez (EFE).- Normalidade e longas filas de eleitores em alguns casos são os destaques das primeiras horas das eleições regionais da Catalunha, onde as forças independentistas e as partidárias da unidade da Espanha disputam a maioria parlamentar.

O Governo espanhol, amparado na Constituição, convocou o pleito no dia 27 de outubro, justamente depois de destituir o ex-presidente independentista catalão Carles Puigdemont e todo seu governo, e de o Parlamento regional aprovar uma declaração ilegal a favor da separação.

Os centros de votação (2.680) abriram às 9h (horário local, 6h em Brasília) sem "incidências de destaque", à margem de alguns atrasos, informou o Ministério do Interior espanhol.

Em alguns lugares, a afluência de eleitores era grande, inclusive antes da abertura.

Foram convocados às urnas mais de 5,5 milhões de pessoas, que deverão escolher 135 deputados regionais.

Mais de 17 mil policiais foram destacados nas quatro províncias catalãs para garantir a segurança durante as eleições, que acontecem em um dia de trabalho.

"Hoje demonstraremos de novo a força de um povo irredutível. Que o espírito de 1 de outubro nos guie sempre", disse hoje Puigdemont - líder de Junts per Cataluña - no Twitter, em referência ao referendo inconstitucional de "autodeterminação" daquele dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos