Trump dispara contra Paquistão por "mentiras" em seu primeiro tweet de 2018

  • Saul Loeb/AFP

    Nesta foto, tirada no último dia 18 de dezembro, o presidente dos EUA, Donald Trump, fala sobre a Estratégia de Segurança Nacional de seu governo em Washington. Hoje, ele sugeriu cortar a ajuda externa ao Paquistão, acusando Islamabad de abrigar extremistas violentos e mentir sobre isso

    Nesta foto, tirada no último dia 18 de dezembro, o presidente dos EUA, Donald Trump, fala sobre a Estratégia de Segurança Nacional de seu governo em Washington. Hoje, ele sugeriu cortar a ajuda externa ao Paquistão, acusando Islamabad de abrigar extremistas violentos e mentir sobre isso

Washington, 1 jan (EFE).- Em seu primeiro tweet de 2018, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disparou nesta segunda-feira (1º) contra o Paquistão por suas "mentiras" e por "dar refúgio aos terroristas" que são perseguidos por Washington.

"Os Estados Unidos deram ingenuamente ao Paquistão mais de US$ 33 bilhões de ajuda durante os passados 15 anos, e a única coisa que nos deram são mentiras, porque veem nossos líderes como tolos", escreveu Trump.

"Dão refúgio aos terroristas que perseguimos no Afeganistão, e ajudam pouco. ACABOU!", acrescentou.

Não está claro porque Trump elegeu o Paquistão como alvo para estrear o ano, mas o jornal "The New York Times" informou na sexta-feira (29) que a Casa Branca poderia reter em breve US$ 225 milhões de ajuda ao país centro-asiático devido à suposta negligência na hora de conter as redes terroristas.

Em meados de dezembro, Trump apresentou sua nova estratégia de segurança nacional e pediu ao Paquistão que tome "ações decisivas" contra o terrorismo.

"Deixamos claro ao Paquistão que, embora desejamos continuar colaborando, devemos ver ações decisivas contra os grupos terroristas que operam em seu território. Fazemos pagamentos em massa a cada ano ao Paquistão. Ele tem que ajudar", disse Trump.

As relações entre o Paquistão e os Estados Unidos esfriaram após as acusações em agosto de Trump de que as autoridades paquistaneses permitem a presença em seu território de grupos terroristas que atentam em países vizinhos.

Os Estados Unidos e o Afeganistão acusaram o Paquistão durante anos de dar refúgio à facção dos talibãs Rede Haqqani, que atentam contra tropas afegãs e americanas, mas nenhum governante dos Estados Unidos tinha se expressado de forma tão dura sobre o país asiático.

O Paquistão nega essas acusações e suspendeu visitas oficiais entre ambos países após as palavras de Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos