Líbano confirma que aviões israelenses violaram seu espaço aéreo no domingo

Beirute, 9 abr (EFE).- O Exército do Líbano informou nesta segunda-feira que quatro aviões israelenses violaram o espaço aéreo do país no domingo, na hora em que aconteceu o bombardeio contra um aeroporto militar na Síria.

Os aviões entraram no espaço aéreo libanês pelo mar Mediterrâneo, ao oeste da cidade de Junieh, situada a 20 quilômetros ao norte de Beirute, às 3h30 local (21h30, em Brasília) e se dirigiram à região de Baalbek, fronteiriça com a Síria.

Cinco minutos depois, deixaram espaço aéreo libanês por Junieh, segundo um comunicado militar, no qual não informou se ficou registrado que os aparelhos realizaram um ataque.

O Exército libanês denunciou outras quatro violações do espaço aéreo do país por parte de aviões israelenses desde domingo.

Os governos da Síria e da Rússia acusaram Israel de ter feito o ataque contra o aeroporto militar T4, na província síria de Homs, uma ação na qual morreram pelo menos 14 militares sírios e combatentes estrangeiros, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O Ministério de Defesa da Rússia afirmou que o ataque foi realizado por dois aviões F-15 das Forças Aéreas de Israel desde território libanês, sem entrar no espaço aéreo sírio.

O Exército israelense não quis comentar se os seus aviões estão envolvidos no ataque com mísseis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos