Ataque de supostos pastores armados deixa 18 mortos em igreja na Nigéria

Abuja, 24 abr (EFE).- Pelo menos 18 pessoas, entre elas dois padres, morreram nesta terça-feira em um ataque de supostos pastores armados que atentaram contra uma igreja católica do estado de Benue, no centro da Nigéria, informaram veículos de imprensa locais.

O ataque aconteceu na cidade de Ayar-Mbalom, que foi posteriormente saqueada, explicou o porta-voz do governo regional, Terver Akase, em declarações coletadas pelo jornal "Premium Times".

As autoridades católicas da capital de Benue, Makurdi, confirmaram as mortes e revelaram que os fiéis tinham comparecido a uma missa cedo.

Há apenas três dias, dez pessoas morreram em outro ataque em Benue, também supostamente cometido pelos conhecidos pastores Fulani, que levam seu ganho por todo o país e mantêm disputas com pastores locais.

Este é um novo capítulo do conflito dos Fulani, muçulmanos na maioria, que reagiram com violência aos planos de alguns estados nigerianos de proibir o pastoreio em campo aberto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos