Indicado de Trump para Departamento de Veteranos retira sua candidatura

Washington, 26 abr (EFE).- Ronny Jackson, o médico designado pelo presidente Donald Trump para dirigir o Departamento de Assuntos de Veteranos dos Estados Unidos, retirou nesta quinta-feira sua candidatura depois que o Senado cancelou sua confirmação por supostas acusações de beber no trabalho e receitar remédios sem controle.

"Sempre ficarei agradecido pela confiança do presidente Trump ao dar-me esta oportunidade, mas estou retirando minha candidatura para ser secretário do Departamento de Assuntos de Veteranos com muita tristeza", disse Jackson em comunicado.

Além disso, o médico qualificou as acusações "de completamente falsas e fabricadas".

"Ao entrar neste processo, esperava perguntas complicadas sobre como oferecer o melhor cuidado a nossos veteranos, mas não esperava ter que dignificar ataques anônimos e sem fundamento sobre meu caráter e integridade", acrescentou Jackson.

O indicado por Trump, um almirante e que trabalhou como médico da Casa Branca para os três últimos presidentes, estava sob crescente escrutínio do Senado e esta semana cancelou sua audiência de confirmação.

A oposição democrata no comitê de Assuntos de Veteranos do Senado publicou esta semana um relatório que reúne entrevistas com 23 pessoas que trabalham ou trabalharam com Jackson, e o texto acusa o médico de negligência ao receitar remédios, de beber no trabalho e de gerar um ambiente de trabalho hostil.

Além disso, a emissora de televisão "CNN" e o jornal "The New York Times" informaram que, durante uma viagem ao exterior em 2015, Jackson se embebedou e esmurrou a porta do quarto de hotel de uma funcionária americana, fazendo tanto barulho que o Serviço Secreto lhe advertiu que parasse para não despertar o então presidente, Barack Obama.

O relatório democrata do Senado também afirma que Jackson era chamado na Casa Branca de "candy man" ("homem dos doces", em tradução livre) porque "proporcionava os remédios que os funcionários quisessem" sem necessidade de receita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos