Kim Jong-un brinca com Moon Jae-in, levando-o para o lado norte da fronteira

Goyang (Coreia do Sul), 27 abr (EFE).- O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, brincou nesta sexta-feira com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, tomando-o pelas mãos e o levando para o lado norte da fronteira que separa os dois países, em um momento de descontração antes da histórica cúpula.

Ao encontrar-se na divisa, Moon disse: "Você veio para o sul, eu me pergunto quando posso ir para o norte", ao que Kim respondeu: "talvez agora seja uma boa hora para você vir", e o levou pelas mãos para o lado norte da demarcação, em um gesto que não estava previsto, segundo explicou o porta-voz presidencial de Seul.

"Foi uma decisão muito corajosa de sua parte vir até aqui", afirmou Moon, dizendo também disse que os dois líderes "estavam fazendo história" com Kim respondendo em seguida que "era um prazer em conhecê-lo", de acordo com a televisão sul-coreana "KBS".

O porta-voz de Seul, Yoon Young-chang, explicou em entrevista coletiva que Moon pediu a Kim que visite a residência presidencial na capital sul-coreana, com o líder norte-coreano respondendo que "se for convidado, irá a qualquer momento".

Este cordial encontro foi o primeiro entre os dois líderes, assim como é a primeira vez em que um líder norte-coreano pisa em território do Sul, e marcou o início de uma cúpula histórica intercoreana, na qual a desnuclearização e a paz na península serão discutidas.

Durante a conversa prévia à cúpula, houve espaço para brincadeiras e bom humor entre os líderes.

Kim voltou a brincar sobre os lançamentos noturnos do regime, como já disse a vários dos assessores de Moon em Pyongyang, no mês de março, ao afirmar que estes testes de armas obrigaram ao presidente sul-coreano acordar mais cedo.

"Agora já posso dormir melhor", disse Moon, com relação à recente moratória anunciada pelo regime sobre seus lançamentos de mísseis e testes nucleares.

O presidente sul-coreano, enquanto isso, elogiou a irmã do líder, Kim Yo-jong, diretora de propaganda, assessora muito próxima de Kim Jong-un e hoje também estava presente na cúpula.

"Kim Yo-jong é uma celebridade no Sul" disse Moon, que deixou a irmã de Kim envergonhada, segundo relatou o porta-voz sul-coreano. EFE

ahg-asb/phg

(foto)(vídeo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos