PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Colômbia, Brasil e Peru analisam formas de enfrentar êxodo de venezuelanos

Os venezuelanos enfrentam a pior crise econômica na histórica do país - Foto: FEDERICO PARRA / AFP
Os venezuelanos enfrentam a pior crise econômica na histórica do país Imagem: Foto: FEDERICO PARRA / AFP

27/08/2018 22h53

Representantes dos governos de Colômbia, Brasil e Peru se reuniram nesta segunda-feira (27) em Bogotá para discutir maneiras de enfrentar a chegada em massa de venezuelanos que fogem da crise política, econômica e social de seu país.

"Durante o primeiro dia de reunião, da qual participou o diretor de Fronteiras do Ministério de Relações Exteriores da Colômbia, Víctor Bautista, os delegados de Brasil e Peru expuseram a forma como cada país vem abordando a movimentação dos venezuelanos em matéria migratória, assim como de saúde, educação, trabalho e segurança", indicou a Migração Colômbia em comunicado.

O diretor-geral da Migração Colômbia, Christian Krüger Sarmiento, disse ao fim da reunião que a solução não é fechar as fronteiras.

"Isso é incentivar a irregularidade e não há nada mais perigoso para um país do que não saber que estrangeiros estão no seu território. Se você não conhece a verdadeira dimensão do fenômeno em cada país, é impossível gerar políticas de atendimento", disse Sarmiento.

Os representantes de três governos acertaram hoje o estabelecimento de princípios básicos comuns para lidar com o fenômeno migratório.

Amanhã, os enviados dos três países discutirão o equilíbrio entre ajuda humanitária e a regularização dos cidadãos estrangeiros.

Internacional