PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Embaixador dos EUA põe em dúvida "grande acordo comercial" após o "Brexit"

31/12/2018 09h54

Londres, 31 dez (EFE).- O embaixador dos Estados Unidos no Reino Unido, Woody Johnson, pôs nesta segunda-feira em dúvida que ambos os países possam chegar a um "grande acordo comercial bilateral" após o "Brexit" se for aprovado o pacto ao qual a primeira-ministra britânica, Theresa May, chegou com a União Europeia (UE).

O diplomata afirmou que Washington espera negociar de forma "rápida" um tratado comercial com Londres após romper seus laços com a UE, o que está previsto para acontecer no dia 29 de março de 2019, mas advertiu que isso "não parece que será possível" se o parlamento britânico respaldar os termos de saída do acordo de May.

"Ainda estamos no período em que se decide para onde vai o país. Se avançar em uma direção que permita que esse tipo de acordo aconteça, acredito que seria algo muito positivo aos olhos do presidente" dos EUA, Donald Trump, disse à emissora "BBC Radio 4" o embaixador.

A chefe de governo britânica prevê submeter à votação seu pacto com Bruxelas na Câmara dos Comuns durante a terceira semana de janeiro, embora ainda não tenha garantido uma maioria que o respalde.

Para Johnson, o futuro do Reino Unido fora da UE pode ser "extremamente positivo e extremamente brilhante". EFE

Internacional