PUBLICIDADE
Topo

Honduras diz que 729 imigrantes voltaram do México nas 2 últimas semanas

24/01/2019 20h25

Tegucigalpa, 24 jan (EFE).- A Casa Presidencial de Honduras informou nesta quinta-feira que 729 cidadãos que estavam na caravana que saiu do país com mais de 2 mil pessoas em 15 de janeiro para os Estados Unidos voltaram do México para casa.

Os imigrantes decidiram desistir "do seu propósito de chegar aos Estados Unidos, depois de viverem na própria carne os perigos na rota migratória", afirmou o comunicado da Casa Presidencial de Honduras.

A nota esclareceu ainda que diariamente saem de seis a oito ônibus da cidade de Talachula, no México, para o ponto alfandegário de El Corinto, no departamento de Cortés, em Honduras. Quem decide voltar é encaminhado, logo depois de desembarcar, ao Centro de Atendimento ao Migrante Retornado, perto de El Corinto, para receber assistência humanitária e o apoio necessário para poder chegar ao seu local de origem.

A mudança é coordenada entre as autoridades do Instituto Nacional de Migração do México, a Organização Internacional de Migrações (OIM) e o Consulado de Honduras em Tapachula.

Os ônibus com adultos, famílias e menores de idade desacompanhados, saem do México de domingo a quinta-feira, segundo o cônsul de Honduras em Tapachula, Marco Tulio Bueso. Ele explicou que de 17 de janeiro até hoje 729 imigrantes, sendo 74 menores desacompanhados, já voltaram.

Para dar assistência a esse público, o governo de Honduras iniciou o Plano Retorno Seguro, com o qual, além de apoiar com a volta para a casa, os cidadãos recebem benefícios para a reinserção social, de acordo com o comunicado. EFE