PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro está "consciente e sem dor" em UTI após cirurgia

28/01/2019 18h27

São Paulo, 28 jan (EFE).- O presidente Jair Bolsonaro está 'clinicamente estável, consciente e sem dor" após a cirurgia à qual foi submetido nesta segunda-feira para religar o trânsito intestinal e para a retirada da bolsa de colostomia que ele passou a usar após o atentado que sofreu em setembro do ano passado.

Segundo o boletim médico do Hospital Albert Einstein, no qual Bolsonaro foi internado ontem, "a cirurgia teve uma duração total de 7 horas, sem intercorrências e sem necessidade de transfusão de sangue".

Bolsonaro começou a ser submetido ao procedimento médico às 8h30 desta segunda-feira, segundo afirmou o porta-voz da presidência, Coronel Rêgo Barros, e durou até as 15h30.

Segundo o porta-voz, "o presidente possuía em razão das outras duas cirurgias uma quantidade muito grande de aderências. E essas aderências exigiram do corpo médico uma verdadeira obra de arte em relação à cirurgia".

Esta foi a terceira operação à qual o presidente foi submetido desde setembro, quando foi esfaqueado no abdômen por Adélio Bispo de Oliveira quando participava de um ato de campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG).

Bolsonaro ficará em absoluto repouso nas próximas 48 horas, e neste tempo a presidência será exercida pelo vice-presidente, Hamilton Mourão.

De acordo com o governo, Bolsonaro, de 63 anos, não receberá alta nos próximos 10 dias. Após o repouso de 48 horas, ele retomará os trabalhos da presidência no próprio hospital. EFE