PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Partido Republicano recomenda que rivais de Trump não se candidatem

Brendan Smialowski/AFP
Imagem: Brendan Smialowski/AFP

28/02/2019 16h03

A presidente do Comitê Nacional Republicano (RNC), Ronna McDaniel, recomendou nesta quinta-feira que os possíveis adversários do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nas primárias da legenda para as eleições de 2020 não apresentem candidatura para desafiá-lo.

"Eles têm o direito de se candidatar e perder. Mas vão perder feio", afirmou McDaniel em discurso na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), a maior reunião anual do Partido Republicano, que está sendo realizada nos arredores de Washington.

McDaniel disse que o país está no "auge" graças ao trabalho de Trump na Casa Branca. Segundo várias pesquisas realizadas nas últimas semanas, a aprovação do presidente é de 43%.

Apesar de ninguém ter se candidatado oficialmente às primárias republicanas para as eleições presidenciais de 2020, John Kasich, ex-governador de Ohio, e Larry Hogan, governador de Maryland, cogitam lançar seus nomes na disputa nos próximos meses.

"Como pode algum republicano pensar: vou enfrentar esse cara? Se candidate, desperdice dinheiro, perca tempo e siga adiante", disse.

As declarações da presidente do RNC foram feitas em um dos primeiros discursos da convenção, que segue até o próximo sábado no National Harbor, que fica próximo à capital americana.

A CPAC é um espaço para discursos políticos, mas também para o recrutamento e treinamento de candidatos republicanos. O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, e o secretário de Energia, Rick Perry, confirmaram presença. Trump deve discursar no evento no sábado. EFE

Internacional